Breadcrubs
Comunicado Geral - LPCS
single

O início da Liga Portuguesa de Counter-Strike ficou marcado pelas melhores mas também piores razões. Ao longo da semana passada e início da atual, foram vários os acontecimentos que vão contra a nossa conduta e ideais que não podemos deixar passar em vão. Como tal, todos estes assuntos vão ser abordados neste comunicado.

 

Retrocedendo no tempo e abordando os temas por ordem cronológica, o primeiro tema será a situação do jogo K1CK vs OFFSET na 2ª jornada da 1ª Divisão da LPCS.

O jogo que terminara 16-1 a favor da equipa dos OFFSET, ficou marcado na sétima ronda do mesmo quando o jogador “zlynx”, capitão e In-Game Leader dos OFFSET mostrou intenção de querer ter a transmissão do jogo em reprodução na televisão. Mediante estes factos, o conselho de arbitragem da LPCS reuniu para averiguar o caso.

Todas as provas apresentadas foram tomadas em conta, e após análise aprofundada por parte dos elementos do conselho, as conclusões foram as seguintes:

- até à ronda em questão(sétima), o In Game Leader deu várias informações em termos de economia, armas e jogadas da equipa adversária, demonstrando que possuía um estudo aprofundado da equipa não recorrendo a ajudas externas;

- após a ronda em questão, ao longo do jogo, existiram várias calls por parte de todos os membros dos Offset em termos de posicionamento da equipa adversária, que após revisão do jogo e do áudio do TeamSpeak foram consideradas válidas, visto que não aparentavam nenhum grau de certeza nem de exatidão elevados, levando a crer que as mesmas não recorriam a métodos externos.

Em suma, o resultado do jogo é considerado válido, considerando que os Offset não obtiveram nenhum proveito direto que pudesse influenciar o resultado final do jogo.

Não obstante, o ato de ter acesso ao jogo por um monitor externo, seja através de stream ou qualquer outro método, são considerados repudiáveis e puníveis de acordo com o nosso regulamento [Capítulo II, Artigo 34, Ponto 1 alínea e) para a infração e 3 alínea a) para a penalização], o que significa que a equipa e organização recebeu um primeiro e último aviso, e que se se comprovar a sua repetição, a mesma incorre numa suspensão de 1 a 5 jogos.

 

Com a situação do jogo K1CK vs OFFSET esclarecida, avançamos para o segundo tópico deste comunicado.

 

Durante o jogo GROW UP vs GTZ SYNC  os jogador “dekkk” e “Dante” que figuram no lineup dos GROW UP sofreram ataques DDOS que constantemente impossibilitaram a realização do jogo em boas condições. O jogo chegou a Overtime e ainda assim os ataques não pararam. Como tal o conselho de arbitragem decidiu parar o jogo e que o mesmo será jogado em OFF-STREAM. 

Ataques DDOS são lamentáveis, repudiáveis e prejudiciais tanto à competição como a todas as pessoas que retiram tempo para estarem presentes seja como jogadores, treinadores ou viewers. A LPCS condena totalmente estas ações mas ainda assim nada pode fazer contra as mesmas pois não há provas em concreto acerca de quem realizou estes ataques. A LPCS está também impossibilitada de ajudar os jogadores em questão pois tudo aconteceu com a internet dos mesmos vindo de alguém que mais uma vez reforçamos que não temos qualquer acesso ou prova em concreto.

No seguimento destes acontecimentos, Frederico “zEtheone” Camurça, após sofrer um timeout seguido de um ban, justificados, no chat da twitch do canal “Inygontv2” onde decorria o jogo acima referido, teve um comportamento inaceitável para com o nosso staff incluindo ameaças à integridade física do mesmo. Tomando este acontecimento como recorrente e algo que aconteceu no passado, o mesmo não podia ser ignorado. Em consequência das suas ações, Frederico “zEtheone” Camurça incorre de uma suspensão de 1 ano em todas as competições da Inygon com efeito imediato.

 

Para finalizar este comunicado, está em causa a tentativa de Match Fixing por parte da pessoa Jéssica “jessie” Jerónimo com ligação ao jogador David “Stavie” Marques da equipa Team Andaime

O conselho de arbitragem mais uma vez reuniu e decretou que Jéssica “jessie” Jerónimo encontra-se assim proibida de exercer qualquer função por qualquer uma das equipas participantes nas competições da Inygon e o jogador David “Stavie” Marques bem como toda a equipa “Team Andaime” ficarão sob vigilância da Inygon dado os acontecimentos recentes.

 

Repudiamos estes comportamentos na sua totalidade e esperamos que todos mantenham um comportamento correto.

A Inygon deseja a todos que desfrutem ao máximo de todas as competições.

 

Top